Dia do Batom



Olá, Meus Amores!!! Tudo Bem???

  Como vocês sabem eu sou uma pessoa super viciada em Batom (rsrs, até demais) e hoje é um dia muitoooooooooo importante para mim pois nessa data tão especial comemoramos O DIA DO BATOM (amooooooooooo esseeeeeeeeeeee diaaaaaa)... 

  Para vocês terem uma noção de como eu amo batom, eu tenho de mais de 50 batons e sempre estou usando todos (tirando os pretos e os roxos claros) que só uso para as maquiagens mais elaboradas para colocar um batom dessas duas cores! Tirando isso, todos os outros eu uso no meu dia-a-dia todos eles!!!
  Vou confessar que tenho batom de muitas marcas diferentes, até porque eu gosto de testar a qualidade de cada produto, e se for daqueles bons mesmos ai é que eu não largo.
  Mas hoje ao invés de falar sobre as marcas dos batons, vamos conhecer um pouco da história dela, até porque muitas pessoas me perguntam como surgiu o batom e quero contar tudo para vocês!!!

História: 
  As mulheres da Antiga Mesopotâmia foram possivelmente as primeiras mulheres a inventarem e usarem batom. Elas pulverizavam minérios para decorar os lábios. As mulheres da antiga Civilização do Vale do Indo usavam batom nos lábios para decoração.
   No Egito Antigo, eram usados pigmentos vermelhos extraídos de algas, 0.01% iodo, e bromo manitol, o que causa graves problemas de saúde. Batons com efeitos brilhantes foram inicialmente feitas usando a substância que causa a iridescência encontrada em escamas de peixe. Na Europa Medieval, o batom foi proibido pela igreja e foi pensado ser usado como uma "encarnação de Satã".
  No século 19, o batom era colorido através de corante carmim. O corante carmim era extraído de cochonilha nativas do México e da América Central. A cochonilha é um inseto que produz ácido carmínico para evitar a predação por outros insetos. O ácido carmínico, constitui 17% a 24% do peso de cada inseto seco e o corante pode ser extraído de seu corpo e ovos.
  Este batom não vinha em um tubo, mas era aplicado com pincel. O corante carmim era caro e aparecer de batom carmim era considerado pouco natural e teatral, por isso o batom não era para uso diário. Somente atores e atrizes poderiam sair em público com batom. Até 1880, poucas atrizes de palco usavam batom em público.[ A atriz Sarah Bernhardt, começou a usar batom e blush em público. Antes do final do século 19, as mulheres só usavam maquiagem em casa. Bernhardt muitas vezes aplicou corante carmim nos lábios publicamente.
  No início da década de 1890, o carmim foi misturado a uma base de cera e óleo. A mistura rendeu uma aparência natural e foi mais aceitável entre as mulheres. Naquela época, o batom não era vendido em tubos metálicos ou plásticos, mas em tubos de papel, papéis coloridos, ou em pequenos frascos. Em 1912 as mulheres americanas já começaram a considerar batom como aceitável, embora um artigo no New York Times avisava ​​sobre a necessidade de usar com cautela.
  Em 1915, o batom foi vendido em cilindros metálicos que foram inventado por Maurice Levy. As mulheres tinham de deslizar uma alavanca pequena na parte lateral do tubo com a ponta dos seus dedos para deslocar o batom para cima para o topo da embalagem. Em 1923, o primeiro tubo giratório foi patenteado por James Bruce Mason Jr. em Nashville, Tennessee. Como as mulheres começaram a usar batom para fotografias, a fotografia ajudou o batom a ser aceitável entre as mulheres. 

Espero que vocês tenham gostado da história do batom :D
Um Grande Beijo 👑
 

0 comentários:

Postar um comentário